• Sidney Santos

Armored Saint chega às paradas mundiais com o novo álbum 'Punching The Sky'



No mês passado, o Armored Saint lançou seu longa-metragem aclamado pela crítica, Punching The Sky, pela Metal Blade Records - que chegou às paradas mundiais:



Compre e transmita Punching The Sky agora em: metalblade.com/armoredsaint Líderes e protagonistas da cena do heavy metal americano desde o início dos anos 80, o Punching The Sky de Armored Saint os vê voltando com força. Uma coleção diversificada e repleta de atitude, é tudo o que os fiéis da banda esperam deles enquanto impulsionam seu som característico. “O objetivo é escrever músicas realmente boas. Eu sei que estou afirmando o óbvio aqui, mas isso é mais ou menos o tamanho da nossa agenda”, diz o baixista Joey Vera. "Conseguimos nos livrar de muitas expectativas que às vezes atormentam uma banda como a nossa, que existe há muito tempo, e recentemente mudamos para uma zona de conforto por sermos apenas nós mesmos. Temos esse tipo de liberdade agora que não tínhamos realmente no início de nossa carreira, e podemos arriscar e fazer o tipo de música que queremos ouvir. Este álbum é um reflexo de onde estamos, agora. " Explodindo para a vida com a crocante e estimulante "Standing On The Shoulders Of Giants" e não desistindo até o final implacável do riff de "Never You Fret", o disco possui uma urgência e um vigor que o coloca no lugar certo agora , mas só poderia ser obra de Vera, dos guitarristas Phil Sandoval e Jeff Duncan, do baterista Gonzo Sandoval e do vocalista John Bush. “Quando você é uma banda que começou há quatro décadas, você realmente tem que se esforçar mais do que nunca quando se trata de fazer um novo álbum”, afirma Bush. "A última coisa que você quer é que pareça que você está fazendo o que é necessário ou que está apenas lançando um produto para fazer alguma turnê. Os discos são imortais. Eles estarão aqui muito tempo depois de nós. é preciso contar à sua maneira individual."


Com Vera atuando como produtor, ele recrutou a mesma equipe de engenharia que trabalhou em Win Hands Down com bateria gravada por Josh Newell no El Dorado Studios em Burbank, CA, guitarras acompanhadas por Bill Metoyer nos estúdios Skullseven em North Hollywood, CA, e vocais, baixo e gravações adicionais pelo baixista em seu estúdio. "Gosto de trabalhar com pessoas em quem confio e com quem tenho um bom relacionamento pessoal. Foi por esse mesmo motivo que contratei Jay Ruston (Anthrax, Amon Amarth, Stonesour) para mixar o disco. É importante poder trabalhar com pessoas que entendem qual é o objetivo final. " O processo de realização do álbum foi muito trabalhoso, Vera admitindo que assumiu muitas das tarefas sozinho, mas ele afirma que no geral foi uma boa experiência e todos trouxeram seu melhor jogo e a atitude certa para fazer as coisas. “No final da fase de mixagem, sempre tenho dificuldade em me afastar do projeto em que estamos trabalhando há tanto tempo. É difícil deixar para lá. O resultado final é bom, no entanto. Todos tocaram e cantaram suas bundas desligado e mostra. " O álbum também apresenta alguns músicos convidados expandindo ainda mais sua paleta sonora, a coisa toda começando com o som de Uilleann Pipes, Vera encontrando o músico Patrick D'Arcy em LA e o recrutando para a causa. O tecladista do Guns 'N' Roses Dizzy Reed também contribui, Vera dando a ele e D'Arcy algumas orientações gerais e deixando-os soltos, ambos apresentando performances fortes. O próprio Gonzo Sandoval toca uma flauta indígena americana em "Never You Fret" - uma estreia para Armored Saint e seu baterista. Também Jacob Ayala, filho de um amigo de infância que estudou bateria no colégio, acrescentou algumas armadilhas de marcha em uma das faixas, o que realmente se destaca.


Com o lugar da banda na cena do metal firmemente restabelecido com Punching The Sky, eles estão olhando para seu aniversário de quatro décadas, no qual Vera reflete. "Parte de mim parece que não posso acreditar que estamos fazendo isso por tanto tempo. É incrível. Então, eu me sinto muito sortuda por termos conseguido o apoio dos fãs e de nossa gravadora por todos esses anos. Sem esse apoio, realmente não poderíamos fazer nada disso. Então, essa é a grande parte do que nos manteve indo, e quando eu paro e olho em volta, sinto-me humilde por termos tido esta oportunidade fazer música e fazer turnês por tanto tempo. Esse é o nosso objetivo inicial quando tínhamos apenas 18 anos."


Armored Saint online:

http://www.armoredsaint.com

https://www.facebook.com/thearmoredsaint

https://twitter.com/thearmoredsaint

https://www.instagram.com/thearmoredsaint

Coletivo La Migra | São Paulo/Brasil

coletivolamigra@gmail.com

Se inscreva no nosso site e receba diariamente todas as atualizações! 

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Vkontakte ícone social