• Sidney Santos

Guitarrista relembra um ano de EP e declara: "Esperamos o dia em que nossas letras sejam datadas"



Com o lançamento do EP “Moinhos de Gastar Gente” em abril de 2019, a banda DEMOPHOBIA, oriunda do ABC Paulista, completou o primeiro ciclo de sua jornada iniciada um ano antes, com Rafael Vieira (vocal), Paulo Vitor (guitarra), João Medeiros (baixo) e Arthur Henrique (bateria). O primeiro ano de atividades serviu para o grupo criar sua identidade lírica e sonora, com influências que vão do Punk Rock até o Metal Extremo, sem distinções e distribuídas sem parcimônias no EP. E para relembrar e comemorar este período de um ano do lançamento de “Moinhos de Gastar Gente”, o guitarrista Paulo Vitor reforça a busca da banda por letras significativas, expondo as ideias de forma clara e objetiva: “A banda tem um caráter de expressão das angustias que sentimos, sobretudo em relação aos problemas estruturais do nosso país e do sistema. Nossa proposta é mais política e social, abordando temas que nos cercam e que tenham algum sentindo para as pessoas. Estamos passando por mais um período conturbado no Brasil e o que fazemos é trazer um pouco dessa realidade para dentro de nossa música”.



Confira o EP “Moinhos de Gastar Gente” no Spotify:

open.spotify.com/album/7qki7mGC4R2tBvtgi9HFeM

Com produção de Victor Próspero, “Moinhos de Gastar Gente” foi gravado no Estúdio Toca do Chico Preto, em São Bernardo do Campo/SP, e conta ainda com a capa assinada por João Medeiros. As quatro faixas trazem à tona problemas cotidianos dos brasileiros, envoltos em uma sonoridade pesada e agressiva. “Moinho Satânico”, “Negação”, “Mercado Parasita” e “Ficção em Horário Nobre” irão impactar diretamente o público. Conforme ressalta o guitarrista Paulo Vitor, “Gostaríamos que fosse um disco que falasse do passado, mas a máquina de moer gente está aí, intacta e querendo mais sangue em meio a pandemia global. Esperamos o dia em que, infelizmente, nossas letras sejam datadas”. Um dos destaques do EP é a faixa “Ficção em Horário Nobre”, lançada também em formato de lyric video, com a imagem e a declaração do ex-âncora Cid Moreira na abertura. Em entrevista para o Raro Zine, a banda explicou melhor a proposta: “O lyric vídeo começou com a ideia de promovermos melhor alguma das músicas, mesmo antes do EP ser lançado. Acabamos optando que deveria ser “Ficção em Horário Nobre”, pois além do recado direto contra a mídia de massa, temos na cena de introdução a leitura do direito de resposta de Leonel Brizola, realizada por Cid Moreira contra as calúnias, difamações e manipulação da opinião pública difundidas amplamente pela TV Globo. Achamos que traria uma imagem muito forte para complementar a música e o vídeo". Em linhas gerais, o trabalho todo foi desenvolvido pela banda com a edição do guitarrista Paulo Vitor.

Assista ao lyric video:


O último lançamento da banda, o single “Modus Operandi”, saiu em março e segue a linha praticada no primeiro EP, demonstrando com um profundo desespero, como operam-se as engrenagens do sistema em detrimento dos direitos do povo. Embora os músicos lamentem o cancelamento dos shows que fariam no período entre março e maio e dos demais shows que seriam agendados, destacam que o momento agora é de cautela e cuidado. Um novo EP já está sendo planejado e promete uma nova dose de agressividade e críticas socais, bem ao seu estilo.

Confira o single “Modus Operandi” no Spotify:

open.spotify.com/artist/3tu6wApU3CRvIo0dvPuoQg

Contatos: Facebook, Instagram, Bandcamp e Wargds Press.

Fonte: Wargods Press


Tags: #Demophobia #SãoPaulo #Brasil

3 visualizações

Coletivo La Migra | São Paulo/Brasil

coletivolamigra@gmail.com

Se inscreva no nosso site e receba diariamente todas as atualizações! 

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Vkontakte ícone social