Buscar

O Power Trio Russo da JARS libera seu primeiro single extremamente pesado!



A banda JARS acaba de liberar o seu novo single, 'Заебало _ Sick' é a primeira faixa do novo álbum da banda "ДЖРС III", o álbum completo será lançado digitalmente em 11 de dezembro e a pré encomenda do CD está disponivel na P.O.G.O. (Europa) em co-produção com a Forbidden Place (EUA), e posteriormente estará disponível em vinil.


Acessando o link (https://pogorecords.bandcamp.com/album/jars-iii-pogo-150) você poderá apreciar esse novo trabalho!


Em seu terceiro álbum completo, a JARS se afasta das letras Punk Rock diretas e politizadas para manter o som "ríspido". Desde o último lançamento e da sua pequena turnê de um mês da Rússia para Portugal e vice-versa, a formação da banda mudou em dois terços. Com seu novo baterista Mikhail Rackaev e o seu novo baixista Pavel Orlov, JARS começa a soar mais melódico e com mais groovy, às vezes até mesclando influências Funk, enquanto a guitarra e os vocais de Anton Obrazeena continuam feios, abrasivos e afiados, lembrando Shellac, Drive Like Jehu e Årabrot.



A primeira metade do novo álbum avança com o Punk e o Hardcore com riffs de infusão diretos do metal; a banda literalmente constrói paredes com ruídos como Swans ou My Bloody Valentine fazem. Depois da "Ultramaratona", as coisas ficaram um pouco mais sombrias e lentas, terminando com um épico de 10 minutos "Москва слезам не верит _ Moscow does not believe in tears", que trata de temas mórbidos como a violência doméstica e perseguição. Em suma, este álbum é um destaque na discografia do JARS, e eles sabem disso, dando ao lançamento apenas uma versão russa extremamente distorcida do nome de uma banda com um número - ДЖРС III.


Jars é um trio baseado em Moscou, cuja música não é para os fracos de coração: o estilo vindo do Noise-Rock é feroz, implacável e cruel. O som que eles produzem leva você de volta aos anos 90 e faz você pensar que está lidando com os signatários da Amphetamine Reptile, possivelmente a gravadora mais influente do gênero. Embora, estilisticamente JARS lembre seus implacáveis irmãos ocidentais, suas letras cativantes são escritas em russo e contam histórias sobre a vida de um "homem pequeno", que aspira seus sonhos apesar da quantidade de substâncias consumidas e da rotina diária. Formados em 2011, os JARS lançaram 3 álbuns e 2 EPs, tocados nas cidades de Lisboa no oeste a Ulaanbaatar e Vladivostok no leste e dividiram o palco com artistas como Melt Banana, Iceage, The Garden, '68, The Wytches, Raketkanon e muitos mais. O vocalista da banda, Anton, também foi um dos organizadores do festival Troyka em Moscou, um pequeno documentário sobre o qual foi publicado em pitchfork.com


Para saber mais e ficar ligado em todas as novidades, siga a banda no Facebook: facebook.com/jarsmsk


English:



OUT NOW!!! JARS "ДЖРС III" 1st track from upcoming new album of JARS is OUT full album will be release in digital 11 december and CD PRE ORDER on P.O.G.O. records (Europe) in Co-production with Forbidden Place records (USA), and later in vinyl pogorecords.bandcamp.com/album/jars-iii-pogo-150 you can.


On their third full-length album JARS turn away from straight-forward politicised punk rock of "Подлог" (Forgery) EP to more complicated sound and personal lyrics, keeping their recognisable anger and loudness. Since the latest release and a month-long tour from Russia to Portugal and back, the band's line-up changed by two-thirds. With their new drummer Mikhail Rackaev and bassist Pavel Orlov JARS sound melodic and groovy, sometimes even blending funk influences, while guitar and vocals by Anton Obrazeena stay ugly, abrasive and sharp, reminding of Shellac, Drive Like Jehu and Årabrot. The first half of new record rushes forward with hardcore punk and metal-infused riffs; the band literally builds walls of noise like Swans or My Bloody Valentine do.



After the "Ultramarathon" things get darker and slower, ending with a 10-minute epic "Moscow does not believe in tears", which deals with morbid themes like domestic violence and stalking. All in all, this album is a highlight in Jars discography, and they know it, giving the release just a twisted russian version of a band's name with a number – ДЖРС III. Band bio Jars is a Moscow-based trio, whose music is not for the faint of heart: the band's style of noise-rock is ferocious, relentless and vicious.


The sound they produce takes you back to the 1990s and makes you think you're dealing with the signees of Amphetamine Reptile, possibly the most influential record label for the genre. Although, stylistically Jars reminds of their implacable Western brethren, their catchy lyrics are written in Russian and tell stories about a life of a "small man", who's aspiring his dreams despite the amount of consumed substanses and daily routine.


Formed in 2011, Jars have released 3 albums and 2 EPs, played in the cities from Lisbon on the west to Ulaanbaatar and Vladivostok on the east and shared stage with such acts as Melt Banana, Iceage, The Garden, '68, The Wytches, Raketkanon and many more. The band's frontman, Anton, was also one of the organizers of Moscow's Troyka fest, a short documentary about which was published on pitchfork.com


Access: facebook.com/jarsmsk

14 visualizações0 comentário